na cidade

Tem entre 4 e 88 anos? Há uma atração imperdível na Romaria do Espírito Santo

Equipamento está no Largo dos Olivais até ao próximo dia 13 de junho. Cada viagem custa 3€, mas há promoções.
Cada viagem dura 3 minutos.

A Romaria do Espírito Santo no Largo dos Olivais, em Coimbra, marca a estreia de um equipamento de diversão único no País. Trata-se de uma “Barca dos Piratas” que foi comprada este ano por um casal nortenho.”É um equipamento único em Portugal, não há mais nenhum neste formato no nosso País”, afirmou à New in Coimbra Rita Azevedo.

A particularidade deste equipamento é que, apesar da sua dimensão, permite o acesso a utilizadores entre os quatro e os 88 anos. Ou seja, os pais e os avós estão habilitados a entrar na barca acompanhados dos filhos e netos e, dessa forma, poderem divertir-se em conjunto. A barca vai poder ser utilizada por todos os visitantes deste evento tradicional com os bilhetes individuais a custarem 3€. Se pretenderem adquirir quatro bilhetes, os quais podem ser usados até ao final da romaria, o preço é de 10€.

Rita Azevedo, que está na feira acompanhada pelo marido André Azevedo, explicou que existem equipamentos maiores espalhados pelas feiras e romarias de todo o País, mas nenhum deles permite a diversão de um tão grande número de potenciais clientes. “A adesão tem sido bastante boa”, referiu a proprietária.

Se a mulher toma conta da barca, o marido tem a responsabilidade da pista infantil (dois equipamentos situados lado a lado) no terreno junto à Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais. Após a cortada, estão mais quatro equipamentos de diversão: uma máquina de boxe e uma mesa de air hockey antecedem a lagarta e os aviões de telecombate que, no primeiro fim de semana, contaram com forte adesão do público juvenil.

Na Romaria do Espírito Santo, os mais gulosos também contam com duas opções: as Farturas da Tânia e as Farturas do Luís Gomes. Quem vai a este evento, tem obrigatoriamente de fazer ali uma paragem para saborear este doce típico das feiras e mercados regionais. O preço unitário é de 1,50€, mas se levar um saco de papel com meia dúzia de farturas paga 7,50€.

Se não tiver tempo de ir à Romaria, pode sempre tentar fazê-las em casa.

Do que precisa

— 7 decilitros de água quente, sem ser a ferver

— 500 gramas de farinha de trigo com fermento

— 1 colher de chá de fermento em pó

— 1 colher de chá de bicarbonato de sódio

— 1 pitada sal

— açúcar para polvilhar

— canela em pó para polvilhar

— óleo vegetal para fritar

Como se faz

Leve a água a ferver com o sal, assim que começar a ferver, retire do lume e reserve. Misture a farinha, o fermento e o bicarbonato de sódio numa tijela. Adicione a água em fio e vá batendo até obter uma mistura homogénea.

Deite o óleo numa frigideira o mais larga possível e deixe aquecer. Coloque uma porção da massa no saco de pasteleiro e deite na frigideira em círculos desde a periferia da frigideira até ao centro, formando uma espiral. Quando chegar ao centro levante o bico do saco de pasteleiro, isso deverá ser suficiente para quebrar a massa.

Deixe a massa alourar de um dos lados, vire com duas colheres e deixe alourar do outro lado. Assim que a fartura estiver frita de ambos os lados, retire da frigideira e deixe escorrer em papel absorvente. Numa travessa junte o açúcar com a canela.

Corte a espiral da fartura em bocados de 15 centímetros aproximadamente. Passe as farturas uma a uma pela mistura de açúcar enquanto estiverem quentes. Repita todo o processo até terminar toda a massa.

Carregue na galeria e conheça outras propostas para se divertir na Romaria do Espírito Santo em Coimbra.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA