na cidade

Cria’ctividade: o movimento alternativo à praxe para receber novos estudantes de Coimbra

Programa decorre até 4 de outubro e conta com atividades socioculturais e momentos de convívio.
Começou a 11 de setembro.

O início do ano letivo traz muitos rostos novos para Coimbra. Existem várias formas de integrar os alunos que, pela primeira vez, se veem sozinhos na cidade dos estudantes. Uma dessas formas é o Cria’ctividade, que começou na segunda-feira, dia 11 de setembro. As atividades iniciais de integração são todas gratuitas e vão decorrer até ao dia 4 de outubro.

O Cria’ctividade, também conhecido só como Cria, é um grupo informal de vários estudantes que, segundo a organização, tem como objetivo promover momentos de integração em alternativa à conhecida praxe académica. “Há muitas maneiras de viver Coimbra e o nosso objetivo é dar a conhecer a cidade através de lentes não hierárquicas e fora dos rituais de praxe”, referem em comunicado.

O programa deste ano engloba atividades dos vários tipos. Desde sessões de cinema, convívios, concertos e workshops, o Cria’ctividade pretende “promover outro espírito estudantil”, assim como garantir “uma plataforma de apoio” aos novos alunos que vão chegando.

O evento arrancou no dia 11 de setembro, com um roteiro pela cidade de Coimbra e um jantar comunitário, na Rua das Matemáticas. Os restantes dias vão contar com eventos de natureza diversa.

As sessões de cinema vão decorrer no dia 12 e no dia 19, no anfiteatro Salgado Zenha, no edifício da Associação Académica de Coimbra, e no dia 27 de setembro nos Paços da República dos Kágados. Vai haver também dois workshops: um sobre teatro de improviso, no dia 20 de setembro e outro de danças tradicionais, seguido de uma noite de bailes, no dia 28, ambos no Atelier A Fábrica. No dia 21 de setembro, à noite, vai ser possível assistir a uma noite de concertos, no Jardim Sereia, seguida de uma festa na Real República Rápo-Táxo.

Também estão previstas várias palestras, conversas e debates. No dia 18, a saúde mental vai ser o centro da discussão no Liquidâmbar, com a presença de membros da linha de apoio SOS Estudante. Já no dia 20 vai haver uma roda de conversa sobre direitos humanos em Portugal, com a Amnistia Internacional como convidada. No dia 26, a República Solar do 44 recebe uma conversa conduzida pela PATH Coimbra sobre sexualidade e identidade queer. O último debate vai ser sobre consumo e redução de riscos, com Besafé Viseu enquanto convidada especial.

O Cria’ctividade vai também dinamizar várias festas ao longo do mês, assim como ateliers de cartazes e uma feira comunitária. A organização realça, no entanto, que apesar de ser o Cria a organizar alguns dos eventos, “também dá espaço para associações, coletivos e artistas da cidade”, para que possam integrar as suas atividades na programação.

O movimento completa este ano dez anos de existência e é “autogerido e autofinanciado”. No âmbito das suas atividades, este grupo de estudantes tem como apoio à realização de várias atividades diversas associações socioculturais e coletivos. Contam também com a ajuda das famosas repúblicas de estudantes, na organização e acolhimento de diversas atividades.

Se quiser saber mais detalhes sobre a programação, pode consultar o cartaz aqui em baixo, ou nas redes sociais do Cria’ctividade.

O programa.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA