Powered by CIM|RC

na cidade

Baldios de Vila Nova inauguram Bosque das Memórias este domingo

Projeto turístico na Serra da Lousã representa uma “floresta das serras” mais importantes de Portugal.
Bosque das Memórias.

Os Baldios da Freguesia de Vila Nova, no concelho de Miranda do Corvo, inauguram o projeto turístico Bosque das Memórias este domingo, 5 de novembro. A cerimónia está marcada para as 15 horas, sendo antecedida pela abertura da exposição fotográfica “Macrocosmos”, do naturalista João Santos, na Casa do Tronco, em Vila Nova, às 14h30.

O Bosque das Memórias, inserido numa zona com uma vista única sobre o baixo Mondego e a cidade de Coimbra, é constituído por 12 árvores em compacto fenólico e plástico reciclado, que representam cada uma das serras de Portugal, num tamanho proporcional à sua altimetria, e feito de material resistente ao fogo e ao mau tempo.

Cada uma das árvores tem o nome de uma serra portuguesa para que cada pessoa possa colocar a sua mensagem, em forma de “folhas”, de modo a registar, de uma maneira diferente e especial, momentos mais marcantes da vida, no exemplar que mais a representar de acordo com o local de onde provêm. Essas “folhas” podem ser adquiridas por um preço simbólico nas instalações dos Baldios da Freguesia de Vila Nova, naquela localidade, no edifício da Casa do Reis.

O equipamento permite o crescimento do bosque à medida que forem necessários mais sítios para colocar as mensagens, tornando o espaço extremamente dinâmico. O projeto, idealizado pela antiga técnica florestal dos Baldios da Freguesia de Vila Nova, Dulce Pedro, que entretanto se dedicou às artes plásticas, decoração e design, representou um investimento de 43 mil euros, tendo sido alvo de uma candidatura aprovada pela Dueceira — Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça, no âmbito da operação Renovação de Aldeias do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que comparticipou com mais de 34 mil euros.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA