fit

Pedro Chagas Freitas pede mensagens de apoio para o filho: “Tragam-lhe a cura do amor”

O escritor está a pedir que enviem vídeos animados dirigidos a Benjamim. “A alegria também salva.”
Tem seis anos.

Benjamim, o filho de Pedro Chagas Freitas, tem estado internado nos cuidados intensivos de Coimbra nos últimos dias. Com seis anos, sofre de uma doença rara e crónica e precisa urgentemente de um dador de fígado vivo.

O escritor tem feito apelos nas redes sociais para encontrar um dador compatível e a situação já chegou além-fronteiras. Diretamente da Disneyland Paris, o Mickey deixou uma mensagem de melhoras a Benjamim e tornou o seu dia “menos sombrio”.

“No meio das impossibilidades, das incertezas que angustiam até ao começo do osso, da falta de força, a alegria pode ser decisiva. A alegria também salva”, escreveu Chagas Freitas nas redes sociais.

O escritor apela agora a que as pessoas enviem vídeos divertidos ao filho de seis anos. “Se quiserem salvar um pouco o dia do Benjamim, enviem vídeos vossos dirigidos a ele: pode ser a cantar a canção do Dartacão (do Dartacão pode ser tudo, que ele ama), pode ser a imitar outras personagens, a cantar as músicas que vos apetecer”, diz.

O importante é que “comuniquem com ele, tragam-lhe a cura do humor, da distração”. “O corpo, onde ele estão, não pode mexer-se. Ajudem-no a mexer a mente, o coração”, pede. Os vídeos e as mensagens podem ser enviadas para as redes sociais ou diretamente para o e-mail (pedrochagasfreitas@nullgmail.com).

 Chagas Freitas e a mulher, Bárbara Teixeira, não podem ser doadores e lançaram um apelo nas redes sociais em busca de um doador compatível. Terá de ser alguém com, no máximo, 1,75 metros e 75 quilos, até aos 55 anos, com o tipo de sangue O, seja positivo ou negativo.

Ser doador de fígado vivo é viável, uma vez que o órgão tem a capacidade de regenerar e voltar ao seu tamanho normal. O escritor também apelou aos potenciais doadores para “lerem sobre os riscos envolvidos e pensarem cuidadosamente na decisão”.   

Volvidas menos de 24 horas após o apelo, o escritor revelou que já tem uma lista de potenciais dadores. “O vosso carinho dá-nos esperança. Os olhos molham, mas continuamos. Já reunimos uma excelente base de possíveis dadores. Obrigado a todos, tanto, tanto. Agora é tempo de escolher a melhor opção. Vamos acreditar que a espetacular equipa do Pediátrico de Coimbra vai encontrar a resposta que desesperadamente procuramos. Peço, por isso, que não contactem diretamente o hospital, para poderem concentrar-se no mais importante: encontrar a melhor solução para esta criança mágica”, escreveu num novo post.

Os interessados em avançar com a decisão de serem dadores, devem enviar um e-mail para dadordobenjamin@nullgmail.com, com as seguintes informações: nome, idade, tipo sanguíneo, peso, altura, medidas (perímetro à volta do umbigo e da xifóide), se tomam alguma medicação ou têm alguma doença crónica.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA