fit

Coimbra recebe debate sobre deficiência e saúde

Concerto dos “Ligados às Máquinas” antecede a discussão. Entrada é livre e não precisa de inscrição.
"Ligados às Máquinas" são utentes da APCC. Foto: APCC

Já foi às urgências, ao centro de saúde ou qualquer outra instituição pública ou privada que preste cuidados de saúde e foi embora com a sensação de que não foi atendido da melhor maneira? Que quem lhe prestou os devidos cuidados não estabeleceu também uma relação de confiança e/ou empatia consigo? A humanização na saúde é uma questão delicada, mas que o “Movimento Humanizar a Saúde em Coimbra” se propõe a discutir.

Através de um ciclo mensal de atividades sob a designação genérica de “Humanizar com Arte”, o coletivo tem como meta que cada programa contribua para o debate da humanização em saúde, ao mesmo tempo que estimula a expressão artística dos participantes. O primeiro evento deste conjunto de atividades está marcado para o dia 6 de novembro, pelas 21 horas, e intitula-se “Deficiência e Saúde”.

O programa, recebido pelo Seminário Maior de Coimbra, perto do Jardim Botânico, conta com a atuação da banda “Ligados às Máquinas”, uma orquestra de samples em cadeiras de rodas. A banda, constituída por elementos da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC), junta samples sonoros e cruzam géneros como hip-hop, rock, techno, fado, blues, world music, música erudita, música concreta e sons da publicidade ou de séries televisivas.

Cartaz da iniciativa.

O concerto proporcionado pelos “Ligados às Máquinas” vem abrir o debate sobre a relação entre deficiência e saúde e como é que a música contribui para o bem-estar dos integrantes do grupo musical. A discussão foca-se na qualidade dos serviços de saúde prestados a pessoas com incapacidades ou deficiência e na partilha de bons exemplos e descrição de alguns constrangimentos que devem serem ultrapassados. A entrada no evento é livre e não exige inscrição prévia.

O “Movimento Humanizar a Saúde em Coimbra” é um movimento de intervenção cívica, constituído por personalidades de Coimbra preocupadas com a humanização dos cuidados de saúde prestados na cidade, e tem como propósito promover a sua melhoria através de múltiplas iniciativas. Conta com vários nomes na sua Equipa de Coordenação, nomeadamente o médico João Pedroso de Lima.

Pode contactar o médico para saber mais sobre as atividades realizadas pelo “Humanizar com Arte”, através do email jpedrosolima@nullgmail.com ou do número 917 201 330. Caso tenha interesse em explorar mais acerca do movimento coordenado por José Pedroso de Lima, visite a página da revista Coimbra Cooletiva dedicada ao grupo. Se quiser inscrever-se como voluntário, pode enviar um email para movimento.hsc@nullgmail.com.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA