cultura

Figueira da Foz promove conversa sobre vida e obra de Eduardo Lourenço

Sessão surge no contexto do centenário do nascimento do pensador. Filósofo é considerado figura central do pensamento português.
Filósofo e ensaísta português morreu em 2020.

O Auditório Madalena Biscaia Perdigão, na Figueira da Foz, vai acolher no próximo dia 28 de setembro, pelas 21h30, o “5as. De Leitura”, projeto desenvolvido pela Biblioteca Municipal, apoiado pelo Programa Gulbenkian da Língua Portuguesa. Nestes encontros, são convidadas pessoas do mundo da literatura, desde jornalistas a autores ou pensadores que tenham publicado a sua obra. A entrada é livre, estando sujeita à lotação do espaço.

Esta sessão de “5as. De Leitura” integra-se no contexto do centenário do nascimento de Eduardo Lourenço, ensaísta e filósofo português. No papel de moderadora da conversa vai estar Teresa Carvalho, professora universitária e crítica literária. A ela junta-se Guilherme d’Oliveira Martins, enquanto convidado, assim como José Carlos Seabra Pereira e Helena Rafael.

Além de ser professor e ensaísta, Guilherme d’Oliveira é administrador executivo da Fundação Gulbenkian e vai ser um dos convidados. José Carlos Seabra Pereira, docente na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e da Universidade Católica, é também coordenador científico do Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos, assim como diretor do Secretariado Nacional para a Pastoral da Cultura. Já Helena Rafael, editora da Gravia, foi responsável pela edição e publicação de muitas das obras de Eduardo Lourenço.

Eduardo Lourenço nasceu a 23 de maio de 1923 e morreu no primeiro dia de dezembro de 2020. Na qualidade de filósofo, Eduardo Lourenço é considerado uma figura central do pensamento e da cultura. O pensador português foi autor de várias publicações, como “Poesia e Metafísica” e “Nós e a Europa – ou as duas razões”, ambas reconhecidas com prémios.  Em 1996, o filósofo foi condecorado com o Prémio Camões.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA