cultura

“Eu quero a lua!”: o teatro de marionetas que os miúdos vão adorar

As duas sessões do espetáculo estão marcadas para os dias 19 e 20 de maio.
Um espetáculo de marionetas.

Está a chegar à cidade mais um espetáculo imperdível para os mais novos e, desta vez, à base de marionetas. “Eu quero a Lua!” prepara-se para uma sessão dupla que começa no domingo, 19 de maio, pelas 16 horas. A segunda apresentação está marcada para o dia seguinte, às 10 horas e às 14h30. Ambas são no Convento São Francisco. 

Tudo começa quando a menina Alice fica doente e só existe uma maneira de a fazer sentir-se melhor — ter a lua. Na sua cabeça, o seu pai era capaz de lhe satisfazer a vontade de ser o presidente e “consegue sempre tudo”.

“Eu quero a lua!” é a história da Alice que vive num país à beira-mar e tinha tudo o que podia querer. No entanto, falta-lhe uma coisa, a lua. Por estar doente, o pai tinha uma “vontade tremenda” de lhe conceder o desejo. Mas a questão fica no ar: será que era a lua que a Alice queria?

A partir de um desejo impossível, “desenha uma história em que o amor é o ponto de partida para tudo”, pode ler-se na sinopse. Por isso, é um espetáculo que aborda os sentimentos e a natureza em que o desejo ganha uma nova dimensão, em que “a impossibilidade de algo acontecer torna-se uma falsa questão”. 

O cenário divide-se em várias malas que vão sendo abertas, de cena em cena de uma forma “emotiva, surpreendente e pedagógica”. No final, os espectadores percebem que afinal não é preciso a lua, mas sim um verdadeiro amigo. 

A peça de teatro foi idealizada pelas Partículas Elementares, a interpretação é de Carlos Silva, a encenação de Leonor Bandeira, cenografia e marionetas de Planeta Zorg e fotografia e vídeo de Natacha Sampaio.

Os bilhetes para a primeira sessão já estão disponíveis online. Custam 4€ por pessoa. 

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA