cultura

Está a chegar a Cantanhede uma exposição fotográfica que celebra a vida desafiante das mulheres

A fotógrafa Dai Moraes tem como objetivo resgatar a autoestima feminina através de um estilo fotográfico mais intimista.
Dai Moraes vai ainda dar um workshop de fotografia.

Cantanhede vai receber, a partir de dia 13 de outubro e até 17 de novembro, a exposição de fotografia “+ Mulher”. Da autoria de Dai Moraes, a mostra vai estar disponível na Praça Marquês de Marialva, no âmbito do PHOTOfest Cantanhede, que se vai realizar entre os dias 13 e 15 de outubro.

Dai Moraes tem como principal marca estilística sessões femininas em boudoir, termo francês que faz alusão ao camarim privado da mulher. Este tipo de fotografias traduzem uma atmosfera mais intimista, através da qual a fotógrafa pretende “resgatar a autoestima de mulheres com histórias de vida desafiantes”.

A exposição “+ Mulher” já foi exibida em 2013 no Rio de Janeiro. Depois, em 2019, Lisboa juntou-se à iniciativa e expôs a “+ Mulher” em simultâneo na capital portuguesa e na cidade brasileira. Nestas exposições, a temática esteve associada sobretudo ao cancro feminino. Segundo Dai Moraes, “é importante a conexão com a mulher retratada, para que esta se veja com mais amor e carinho”. É nesse sentido que a fotógrafa considera tão importante o estilo boudoir nas suas criações artísticas.

Para esta edição da “+ Mulher”, Dai Moraes “alargou o universo de participantes” a vários níveis. As mulheres fotografadas são de várias idades, etnias e nacionalidades, algo que, para a fotógrafa, convida à reflexão sobre “todo o tipo de histórias desafiantes que deixam marcas nos corpos e nas vidas de mulheres”.

Além da fotografia, esta exibição vai contar com uma componente multimédia, da responsabilidade de Joana Mouta, que tem trabalhado em televisão no âmbito da informação e lifestyle. A autora vai compilar as histórias das participantes da exposição e convertê-las em vídeo.

Ainda no âmbito do PHOTOfest Cantanhede, Dai Moraes vai dirigir uma masterclass com o título “Retrato Feminino — direção fotográfica e sensibilidade”. A sessão decorre no dia 15 de outubro, entre as 10 e as 13 horas, no Museu da Pedra. A aula tem um custo de 35€ para associados da fotografARTE e 45€ para o público em geral.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA