cultura

Coimbra prepara-se para receber o 29.º Caminhos do Cinema Português

Festival conta com mostras de cinema nacional e internacional. Nova edição vai marcar presença noutras salas do distrito de Coimbra.
Festival é composto por vertentes competitivas.

O maior festival de cinema do País está prestes a chegar. O Caminhos do Cinema Português vai abrir a sua 29.ª edição no dia 10 de novembro, sexta-feira. O festival, que é composto também por uma vertente competitiva, vai terminar no dia 18 de novembro e estará não só em espaços da cidade de Coimbra, como também em salas em Penacova e Mealhada. No final de cada dia de festival, vai haver um momento de convívio no Atelier A Fábrica.

A sessão de abertura do festival está marcada para o dia 10 de novembro, sexta-feira, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV). O evento inaugural vai contar com uma cine-performance de Ana Lua Caiano, em que a cultura popular portuguesa vai ser objeto de destaque. De seguida, vão ser exibidas várias curtas-metragens sobre práticas laborais das décadas de 20 e 30.

O festival Caminhos do Cinema Português tem várias vertentes de competição. Uma delas, intitulada de “Seleção Caminhos”, foca-se na programação cinematográfica profissional do panorama nacional. Já a “Seleção Ensaios” é dedicada ao cinema na sua vertente mais académica. Ambos os filmes inseridos nestas seleções vão ser exibidos no TAGV.

Por sua vez, a Casa do Cinema de Coimbra vai acolher a “Seleção Outros Olhares”, que diz respeito à autoria e exercícios cinematográficos. Vai ser também neste espaço que vão ser transmitidas produções de mostras paralelas. A mostra Filmes do Mundo, por exemplo, vai dar visibilidade a filmes internacionais, com especial destaque para produções lusófonas. Além disso, a mostra do Turno da Noite, dedicada a filmes independentes explícitos, acontece sempre desde a meia-noite.

No entanto, os mais novos não ficaram esquecidos. A organização do festival Caminhos do Cinema Português vai proporcionar aos miúdos, durante as manhãs, filmes de animação através dos Caminhos Juniores. A iniciativa vai estar disponível também na Casa do Cinema de Coimbra, sobretudo para grupos escolares.

Ainda no mesmo espaço vão ser desenvolvidos vários workshops, com a presença de profissionais conhecidos do panorama cinematográfico nacional. As iniciativas vão decorrer entre os dias 16 e 17 de novembro e têm como propósito criar “diálogo que procura promover a produção cinematográfica na Região Centro”, no âmbito do programa “Incentivar”.

Entre os dias 13 e 17 de novembro, vai ter lugar ainda o ciclo de cinema “O Poder das Representações”. Este conjunto de filmes vai abordar questões relacionadas com violência sexual, assim como conversas na presença dos vários realizadores. Esta iniciativa vai decorrer no Auditório Salgado Zenha, na Associação Académica de Coimbra, resultando de uma parceria com o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

O último dia do festival vai ainda dar a oportunidade de juntar vários cinéfilos, para o 7.º Simpósio Fusões do Cinema. Este momento vai abordar as relações do cinema com a educação, dando ênfase à sétima arte como instrumento pedagógico e de inovação digital. Este evento vai contar com a colaboração da Universidade Aberta, lugar onde vai decorrer o simpósio. No sétimo piso do mesmo espaço vão também ocorrer visitas às salas de cinema mais antigas da cidade de Coimbra.

O encerramento do festival acontecerá no dia 18 de novembro, com a entrega dos prémios aos vencedores, por volta das 21h30, na sala D. Henriques, no Convento São Francisco. A noite vai contar com um espetáculo de Helder Bruno, compositor, musicólogo e pianista, que explora “a tradição da música erudita ocidental e as linguagens pop”.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA