Powered by CIM|RC

compras

PETA oferece um milhão de dólares a quem encontrar uma alternativa à lã

Segundo a organização, este material não é a melhor opção para o meio ambiente ou para o bem-estar dos animais.
A lã é muito usada na moda outono-inverno.

As camisolas de lã fazem parte das tendências de outono-inverno há décadas. Porém, segundo a PETA, as peças feitas a partir deste material natural não são as opções mais sustentáveis ou pet-friendly. Motivada em encontrar uma alternativa, a associação americana lançou um concurso com um prémio de um milhão de dólares, ou seja, 965 mil euros, a quem encontrar uma solução mais amiga do planeta e dos animais.

O concurso foi lançado esta semana e chama-se Vegan Wool Challenge. O objetivo é encontrar algo semelhante à lã de ovelha em peso, densidade e capacidade de aquecer. A vice-presidente para a Europa da PETA, Mimi Bekhechi acredita que isso é possível: “De flores e fruta, a cânhamo e soja, as opções são ilimitadas no que toca a criar roupa e acessórios sem produtos de origem animal”, referiu, aqui citada pelo jornal “The Guardian”.

Segundo a PETA, o processo de extração da lã das ovelhas é violento. Os animais “são gentis e experienciam — como os humanos — medo, stress e dor”, referem no site. No caso do ambiente, de acordo com um relatório da Global Fashion Agenda de 2017, a lã é o quarto pior material para a natureza. porque podem serem derivadas do plástico.

As regras do concurso estabelecem que a organização é que irá determina o material vencedor. Este deverá ser biodegradável ou reciclável e terá de cumprir alguns critérios, nomeadamente na semelhança ao tecido natural. Os participantes terão de apresentar uma amostra da sua invenção e um plano de produção. O concurso termina em julho do próximo ano.

O vencedor irá ganhar o prémio monetário e terá a oportunidade de produzir o material com “uma das dez marcas mais importante do retalho globalmente”, como refere a organização.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA