compras

Os fatos de banho também podem ser muito sexy (e estes realçam as curvas)

O modelo é um sucesso desde os anos 90 pelo seu efeito lisonjeiro na silhueta. Conheça as sugestões da NiC.
Usava-os várias vezes.

Algumas das imagens mais memoráveis de Diana foram captadas durante as suas férias. Em 1990, a princesa foi fotografada pela primeira vez a usar um fato de banho leopardo, durante uma passagem pelas Ilhas Virgens Britânicas. A popularidade do modelo explodiu, sobretudo pela forma como o combinou com um sarongue a condizer.

A criação da etiqueta norte-americana Jantzen, que continua a dar cartas no segmento swimwear, tornou-se numa das mais cobiçadas da década. No entanto, o desenho usado pela antiga princesa de Gales nunca mais foi comercializado.

Contudo, os fatos de banho com estampado de leopardo não desapareceram dos catálogos das marcas — pelo contrário. O estilo intemporal ganhou novas interpretações ao longo dos anos e, em 2024, volta a lidar o top das tendências.

As pesquisas por este tipo de modelos duplicaram no último ano, segundo uma análise feita pela marca de vestuário George, citada pela revista “Hello”.

Ao contrário de propostas mais recentes, os fatos de banho com estampado leopardo têm permanecido relevantes e são uma aposta segura. As vantagens, porém, vão muito da intemporalidade, versatilidade ou até sensualidade que associamos ao padrão.

Uma das mais-valias prende-se com o facto de o animal print desviar o foco de determinadas zonas do corpo, criando uma ilusão de equilíbrio. A orientação do estampado pode ajudar a camuflar áreas que geram mais inseguranças, como a barriga, o rabo ou as ancas.

Por outro lado, o corte do modelo também pode gerar um efeito de ótica que torna qualquer mulher mais curvilínea: se for cavado ou tiver recortes nas laterais realça a zona da cintura e cria uma figura em forma de ampulheta. 

Este ano, o padrão leopardo não é apenas uma das apostas da estação no que ao swimwear diz respeito. Dos acessórios ao vestuário, é uma febre que está a ganhar cada vez mais expressão graças aos desfiles de marcas como Alexander McQueen, Balenciaga, Christian Dior, Dolce&Gabbana ou Isabel Marant.

O regresso deste modelo reflete também uma micro-tendência chamada “mob wife”, que homenageia a estética das mulheres dos chefes da máfia dos anos 70 e 80. Pense em enormes casacos de pelo, colares dourados e muito ornamentados e mules com saltos agulha. Isso mesmo, como no filme “Goodfellas”, de Martin Scorsese.

Carregue na galeria para descobrir a seleção da NiC de fatos de banho com estampado leopardo (desde 22,99€).

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA