compras

O vestido estilo safari para arrasar nos dias mais quentes

A proposta perfeita para explorar a selva ou ficar a descansar no resort está à venda nas lojas Mau Feitio, em Coimbra.
Ninguém fica indiferente.

A verdade é que existem peças para todas as ocasiões. Tanto para um evento formal, como um batizado ou casamento, ir de férias ou até mesmo para partir numa aventura pelo safari africano. É claro, que estamos a falar dos vestidos. São fáceis de combinar e empacotar, caso seja necessário. 

Os padrões exóticos e modelos que remontam aos mais antigos filmes na selva, regressaram às tendências deste ano. Curiosamente, existem várias referências da moda que partiram dos piores cenários possíveis como, por exemplo, na guerra. A moda de safari não é exceção. Tudo começou, nos anos 1900, com os primeiros indícios das tropas do Império Britânico na Guerra Boer, na África do Sul. 

Nesse momento, começaram a surgir os primeiros casacos de safari em tons de bege. Estavam desenhados para serem leves e com alta funcionalidade, ou seja, tinham imensos bolsos. Essa peça foi inspirada nos diversos modelos das forças armadas e é uma junção do bomber jacket utilizado pela marinha e pilotos com as calças chino, que torna o tecido mais confortável em contacto com temperaturas mais altas, além de ser mais fácil de lavar. 

Apesar deste estilo ser utilizado há décadas pelo exército, começou a tornar-se mais popular nas ruas, em 1967, graças a Yves Saint Laurent. O estilista de luxo introduziu a tendência nos seus primeiros desfiles de moda, mas foi apenas no ano seguinte que se tornou numa peça clássica graças ao design único.

Na altura, este passo foi essencial para o estilista já que foi o que permitiu cimentar o próprio estilo no mundo da moda. Por isso, ficou desde sempre conhecido por aplicar elementos masculinos nos seus designs femininos. A partir dessa altura, a tendência começou a apoderar-se das ruas, desfiles e do cinema, claro. Se procura o seu vestido safari da moda para arrasar nas próximas férias, temos uma proposta para si, disponível na loja conimbricense Mau Feitio.

O projeto nasceu em 2006 e conta com dois espaços físicos, em Coimbra: uma loja de vestuário, calçado e de acessórios, para mulher, homem e miúdo. Aqui vai encontrar todas as marcas que já conhece, como adidas, New Balance, Lacoste, entre muitas outras. Desta vez, trazemos uma opção da JJXX, marca pertencente à família Jack&Jones, com uma opção leve, fresca e elegante para levar consigo este verão. 

Parece saído da selva.

Mesmo que não queira passar os dias de descanso rodeada de animais selvagens pelas terras africanas, não se preocupe, que este estilo funciona nas mais diferentes ocasiões. À semelhança dos casacos que inspiraram a tendência, o vestido promete ser bastante prático e funcional, até mesmo nos dias mais quentes. 

O tecido permite uma maior liberdade de movimento, o que torna todo o conjunto mais confortável, mantendo sempre a elegância. Além disso, é ótimo para levar dentro da mala de viagem, uma vez não deixa muitas rugas visíveis. 

O modelo da loja Mau Feitio possui uma gola do estilo de camisa, que ajuda a compor todo o vestido. Tem dois bolsos médios na região do peito e fecha pela frente com o auxílio de botões.

Este elemento permite personalizar ainda mais o look, uma vez que pode criar mais ou menos decote de acordo com os botões que fecha ou deixa abertos. O vestido tem ainda a particularidade do cinto, que ajuda a assentar a cintura e a manter a silhueta de ampulheta que qualquer mulher deseja. 

Pode completar o conjunto com uma sandálias de cunha altas com atilhos que contornam a perna, perfeitas para as baixinhas. Caso prefira, também fica elegante apenas com umas sapatilhas desportivas e rasas. O vestido está disponível online, desde o tamanho XS ao XL, por 49,99€.

Carregue na galeria para conhecer outras propostas da Mau Feitio.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA