Powered by CIM|RC

compras

Manon Desouse: a stylist portuguesa que trabalhou na digressão de Taylor Swift

A jovem de 25 anos vestiu Sabrina Carpenter para os concertos de abertura da Eras Tour. Desenhou os conjuntos vistos em palco.
Carpenter abriu os espetáculos de Swift.

Em miúda, Manon Desouse passava horas a ver os novos videoclipes e concertos dos seus artistas favoritos. Entre as coreografias elaboradas e os visuais extravagantes, a jovem, atualmente com 25 anos, dava por si hipnotizada por aquelas produções. Imaginava fazer parte daquele universo que a fascina — sem saber que o sonho se concretizaria.

A criativa foi responsável pelos looks que Sabrina Carpenter usou nos concertos de abertura da digressão mundial de Taylor Swift, a The Eras Tour. Em conjunto com John Mumblo, o stylist principal da artista, escolheu dois conjuntos desenhados por si para serem usados durante o mês de novembro, em países como a Argentina e o Brasil.

“É um trabalho que envolve uma grande pesquisa. No final do ano passado, viajei sozinha até Los Angeles (EUA) e queria encontrar artistas para trabalhar”, começa por contar à NiT. “Consegui encontrar-me com o John [Mumblo] para lhe mostrar o meu trabalho e, quando o viu, disse que tinha de fazer parte da tour.”

Durante os espetáculos, milhões de pessoas olharam para as peças monocromáticas, que criou em parceria com o designer Domingo Rodríguez Lázaro, fundador da etiqueta espanhola Dominnico. A marca, que já vestiu artistas como Lady Gaga e Rosalía, já era uma das favoritas de Manon.

“Gosto de criar relações genuínas com as marcas e, como já tinha comprado várias coisas dele para o meu arquivo, começámos a conversar online”, acrescenta. Desta relação, surgiu a oportunidade de o ajudar a desenhar duas peças que fazem parte da coleção de primavera-verão 2023 da etiqueta, intitulada Nenne.

O primeiro modelo é um minivestido de couro branco com uma minissaia plissada. Devido ao tecido técnico, muda de cor e torna-se rosa quando exposto aos raios UV. Já o segundo visual era totalmente rosa, composto por um top de camurça em formato de borboleta com alças duplas, um fecho de metal no centro do peito e um monograma com cristais Swarovski.

Sabrina Carpenter

“Tenho um estilo pouco conservador, então tentei dar um toque pessoal à identidade mais contida da marca”, explica. Todo o processo foi feito à distância e, embora as peças não tenham sido feitas para Carpenter, os conjuntos são ajustáveis e acabaram por servir na perfeição à estrela pop.

O resultado não podia ter sido melhor. Entre publicações em revistas internacionais — como a “Vogue” espanhola — e centenas de partilhas nas redes sociais, o mediatismo surpreendeu Manon. “Nunca tinha feito parte de um projeto assim. Não tenho conta no X (antigo Twitter), mas quando escrevo o meu nome, todos os fãs estão a falar sobre o que fiz.”

Da parte da artista e da equipa, o feedback também foi 100 por cento positivo. “Ficamos todos super contentes”, refere a stylist, que destaca “a reação incrível” da cantora. Basta olhar para a postura confiante com que ostentou as criações da jovem portuguesa em palco.

Dos primeiros videoclipes às estrelas internacionais

Filha de pai português e mãe francesa, Manon viveu até aos 15 anos na capital nacional. Nessa altura, foi viver para o México devido a uma oportunidade profissional do progenitor. Entretanto, ainda passou uma temporada a estudar em Espanha e, em 2020, regressou ao país onde nasceu.

Assim que voltou a Lisboa, decidiu explorar a sua paixão pelo mundo da moda e lançar a sua marca de roupa, a Black Sheep. Embora o negócio tenha ficado em stand by, a loja online serviu como cartão de apresentação da criativa à indústria, que passou a estar atenta ao cenário musical no País, à procura das primeiras experiências.

Uma das primeiras oportunidades deu-se com o videoclipe da canção “Como Tu”, que junta Bárbara Bandeira e Ivandro. A stylist entrou em contacto após ter visto um anúncio da cantora à procura de assistentes para a equipa e juntou-se à produção de moda do projeto, que já soma 28 milhões de visualizações no YouTube.

Seguiram-se outras oportunidades internacionais, em concertos de nomes como a argentina Emilia Mernes e a espanhola Aitana. “Vou estar sempre grata à Francesca [Rinciari], que me ajudou a entrar neste mundo e sempre me passou muitos contactos. Foi uma das primeiras pessoas a ver algo especial em mim”, frisa, sobre a célebre consultora de moda.

No entanto, explica, não entra em contacto com ninguém a meio de uma digressão. “Faço sempre uma pesquisa enorme em cada trabalho. Quando fazia as minhas produções, queria complementar as sessões com peças que chamassem à atenção. Decidi fazer isso: procurar marcas boas, artistas independentes e criar coisas únicas.”

Manon Desouse

Manon tem outro projeto paralelo, no qual personaliza artigos como sapatilhas ou microfones com cristais Swarovski. Além de vender as peças na sua página de Instagram, a jovem teve a ideia de usar a sua paixão por pedras preciosas para complementar o seu trabalho como stylist.

“Queria criar algo com que as pessoas me pudessem identificar logo. Se quiserem alguém que faça este tipo de trabalhos, já sabem que podem contar comigo e que trabalho rápido”, diz. Em média, demora entre 2 ou 3 dias a adornar um par de sneakers novos, como faz com as famosas sapatilhas Air Jordan.

Embora se considere “uma sortuda”, o maior sonho de Manon é ver alguma celebridade a assumir este conceito como parte da sua identidade. Nathy Peluso, Duki e Trueno são alguns dos nomes que aponta, mas, para chegar até eles, sabe que não consegue ficar a viver apenas no nosso País.

“Gosto muito de Portugal, mas a indústria musical aqui é muito diferente. Quero fazer parte de outros projetos ligados à música em que acredito”, conclui. Até lá, é a partir do quarto onde guarda centenas de cristais Swarovski que envia (e recebe) e-mails com novas propostas — que prefere não revelar. O segredo é mantido até os objetivos se materializarem.

Carregue na galeria para ver mais imagens dos looks que Sabrina Carpenter usou durante a The Eras Tour.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA