Powered by CIM|RC

compras

Alfinetes, franjas e muita pele. Os 5 looks ousados de Miley Cyrus nos Grammys 2024

A artista mudou de visual ao longo da cerimónia. Do cabelo inspirado nos anos 80 às peças brilhantes, deu que falar.
As trocas surpreendentes.

Quando chegou à cerimónia dos Grammys este domingo, 4 de fevereiro, Miley Cyrus estava entre as mais nomeadas do ano. Antes de subir ao palco para receber a sua primeira estatueta dourada, na categoria Gravação do Ano, a noite história da artista de 31 anos começou com todo o seu arrojo na passadeira vermelha.

A cantora começou por pisar o tapete vermelho com um vestido de malha metálica dourada, feito com milhares de alfinetes. O vestido transparente e muito curto, com assinatura da marca Maison Margiela, foi feito à medida no corpo da artista que não deixou nada a esconder. Valeu-lhe a roupa interior de metal a combinar com o resto do visual.

Trata-se de uma recriação de uma peça de uma coleção do diretor criativo da insígnia, John Galliano, de 1997. Quanto ao resto do styling, a cantora recuou ainda mais uma década e inspirou-se nos cabelos volumosos e cheios de movimento dos anos 80. Foi o penteado o primeiro detalhe a chamar à atenção.

Ao entrar para a sala de espetáculos, Miley já tinha trocado de visual. Ao aceitar a primeira estatueta das mãos de Mariah Carey, usava com um macacão com brilhantes e bordados da marca Tom Ford. Destacou-se o decote halterneck com uma abertura quilométrica que atravessou o peito a partir da gola alta.

Cyrus fez mais uma troca antes de aceitar o prémio de Gravação do Ano, com Flores, e foi uma das escolhas mais atrevidas. Tinha um vestido assimétrico de lantejoulas castanhas e uma fenda profunda até à zona da anca. Antes de sair do palco, ainda brincou com o público ao revelar que se tinha esquecido da roupa interior por baixo.

À medida que aparecia, surpreendia sempre um look novo. Seguiu-se a sua atuação de “Flowers”, canção que lhe valeu o Grammy, durante a qual encarnou Tina Turner. Todos os olhos estavam virados para o minivestido de franjas prateadas, uma criação vintade de Bob Mackie.

O cabelo volumoso voltou a saltar à vista, mas desta vez a remeter para outra época. “Trabalho com a Miley há muito tempo e esta noite quisemos criar um look diferente do do ano passado, com um estilo que parecesse ter um toque de Barbarella dos anos 70, mas com um toque moderno e punk”, revelou o hairstylist, Bob Recine”, à revista “People”.

Quem achou que as trocas terminavam por aí, enganou-se No final da noite, a cantora continuou fiel à tendência dos brilhos e virou-se para os arquitos de Bob Mackie, um dos grandes mestres da cintilância. Tinha um corpete de renda, calças com detalhes de franjas e um casaco de penas.

Carregue na galeria para ver os melhores e piores looks na passadeira vermelha dos Grammys.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA