Powered by CIM|RC

comida

Os leitores da NiC decidiram: este é o melhor doce da região de Coimbra

As queijadas de Pereira conquistaram mais de 91 por cento dos votos no frente a frente contra as arrufadas de Coimbra.
Queijadas de Pereira venceram a votação de melhor doce da região de Coimbra.

Coimbra é uma região muito rica em doces tradicionais e convencionais, que também são conhecidos no resto do País. Dois desses doces típicos são as arrufadas de Coimbra e as queijadas de Pereira, que foram postos à prova, um contra o outro, numa votação para os leitores decidirem qual o melhor.

A votação decorreu entre 20 e 27 de novembro, altura em que os leitores tiveram a oportunidade de escolher o seu favorito. O público foi soberano e as queijadas de Pereira venceram com 91,45 por cento dos votos — uma vitória esmagadora.

O doce, originário da Vila de Pereira, no concelho de Montemor-o-Velho, foi mencionado no Foral Manuelino de 1 de dezembro de 1513 e, mais tarde, foi retratado na pintura de D. Josefa de Óbidos. No entanto, só a partir do século XVIII é que se tornou mais popular por ter começado a ser divulgado pelo Real Colégio das Ursulinas de Pereira, localizado perto da linha férrea, o que permitiu a rápida distribuição das queijadas para o resto do País.

Recentemente, para marcar a popularidade das queijadas de Pereira e a importância que têm no concelho de Montemor-o-Velho, a autarquia colocou uma estrutura de 3,5 metros de diâmetro, com a imagem do doce, na rotunda de acesso ao centro da freguesia da Vila de Pereira. Este investimento por parte do município teve um custo de 30 mil euros e pretende mostrar, a todos os que por lá passem, o doce maior da vila e, segundo a votação da New in Coimbra, da região de Coimbra.

As queijadas de Pereira são um doce com uma massa de base feita de farinha e água morna, amassada com as próprias mãos e estendida com a ajuda de um rolo, recheada com uma massa de queijo fresco de ovelha, gemas de ovos e açúcar, também misturada e amassada à mão. Para que o doce saia perfeito, é necessária destreza e um trabalho árduo de mãos ao longo de todo o processo de confeção, pois são os únicos “instrumentos” utilizados, para além do rolo que estica a massa de farinha.

O segredo para as melhores queijadas de Pereira não se encontra propriamente nos ingredientes, mas sim no amor e carinho colocados no seu processo, que as confeiteiras têm ao doce e à tradição, para proporcionar um momento delicioso a quem as degusta. Estes segredos, assim como quantidades de ingredientes, foram transmitidos de geração em geração há vários séculos.

Ao moldar as queijadas, fazem-se os típicos sete bicos, característica especial do doce, com a ajuda de um prego para solidificar a marca. Para serem umas verdadeiras queijadas de Pereira, têm de ser cozidas, por cerca de 20 minutos, em forno de lenha, e quando estão prontas, são colocadas para esfriar.

Quando já estão frias, são escovadas para se retirar o excedente da farinha e posteriormente embaladas às dúzias ou meias, em cartuchos de papel. No entanto, há um outro segredo sobre este doce tradicional de Coimbra. Para sentir o verdadeiro sabor único das queijadas de Pereira, devem ser comidas aos pares, “acasaladas”, para unir a relação perfeita entre doçura e tradição.

Um negócio muito conhecido pela venda das queijadas de Pereira é a Queijadinha — Doçaria Conventual. Inaugurada há 18 anos, já conta com seis estabelecimentos na zona do Baixo Mondego e na cidade de Coimbra, sendo o principal objetivo dar a conhecer o doce e toda a sua tradição ao maior número de pessoas, espalhando-se por todo o País e mundo fora.

A doçaria conventual Queijadinha já alia a tradição com a modernidade, tendo evoluído nas técnicas de fabrico, visando a simplificação, embora garantam que “em nada intervém com a vertente artesanal da produção”, realizando um processo de distribuição diária dos seus produtos, para levarem os seus sabores, doçuras e tradição a qualquer lugar.

A Queijadinha — Doçaria Conventual fica na Vila de Pereira, na margem esquerda do rio Mondego, a cerca de cinco quilómetros de Montemor-o-Velho, tendo lojas também na cidade de Coimbra e na Figueira da Foz. Para encomendar pode contactar o número 239 645 901, entre as 8 e as 19 horas.

Em seguida carregue na galeria e conheça outras opções de doces tradicionais da região de Coimbra.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA