Powered by CIM|RC

Nos novos spots do distrito há petiscos, vinho e a “verdadeira salsicha neerlandesa”

Há novidades para todos, desde comida tradicional para locais ou menus acessíveis para estudantes.
Abriram nos últimos meses.

Apesar de parecer uma escolha simples, encontrar o restaurante ideal pode ser uma verdadeira dor de cabeça. Há quem prefira comida tradicional portuguesa, outros ficam bem apenas com petiscos e um copo de vinho. Uma coisa é certa, todos gostamos de experimentar as novidades em primeira mão, principalmente se significarem ficar de barriga cheia.

Para estar sempre a par de todas as novidades do distrito, a New in Coimbra preparou uma lista dos espaços que não pode deixar de conhecer. A maioria fica no centro da cidade, no entanto, também há propostas pelo distrito fora. Conheça então as novidades que nasceram nos primeiros meses do ano no distrito de Coimbra.

E não se preocupe com o resto da família, porque a lista inclui cinco propostas para todos os gostos. Desde espaços tradicionais, com tapas e petiscos, até aos pratos de inovação que prometem elevar os pratos que já todos conhecemos ou até mesmo experimentar outras culturas, sem sair do distrito.

No centro da cidade, destacamos três grandes novidades, cada uma com uma especialidade diferente. Para os estudantes, damos-lhe a conhecer a Estudantaska que abriu a 6 de janeiro. O objetivo era “criar uma tasca tradicional com rigor no atendimento e uma apresentação mais sofisticada”. A música e a animação são os focos principais, além da comida, claro. “Optei por utilizar dois conceitos simultâneos: comida tradicional até ao meio-dia e tasca contemporânea até à noite, com petiscos e convívio”, explica o proprietário.

Caso procure uma noite calma, sugerimos o Noster Taberna & Wine Bar. Este é um bar pequeno no centro da cidade, onde o foco principal são as ofertas de vinho e os petiscos. A ideia é este ser o local ideal para uma noite calma, acompanhada de boa conversa, e, claro, um belo copo de vinho. “Trabalhamos com vinhos portugueses e grande parte deles são locais. Queremos trazer as grandes novidades deste mundo, mas também as marcas conhecidas do público”.

Ainda no centro de Coimbra, há o Oito Restaurante que abriu há menos de um mês. Os proprietários do Sete Restaurante decidiram abrir mais um espaço, que chegou oficialmente no dia 1 de março. A aposta continua a assentar na comida tradicional, com uma oferta bastante semelhante à do irmão, o Sete. “A filosofia é idêntica, ou seja, trazer pratos tradicionais com uma diferente apresentação e processo de confeção. No Sete, a empada de leitão é muito procurada e a ideia é levar essa transformação para o Oito”.

Fora da cidade, também continuam a crescer os mais diversos negócios. Ainda no mundo dos petiscos, nasceu a Toca do Lobo, a 2 de fevereiro, em Tábua. Apesar de ser um restaurante, o principal foco do espaço não é a comida tradicional nem as bebidas, mas sim as pessoas. “Aqui há imensos restaurantes tradicionais e de comida portuguesa, no entanto, o objetivo principal é aproximar as pessoas, criar uma comunidade aberta e livre, sobretudo pensada para os jovens, que sentem a necessidade de ir para as grandes cidades sempre que se querem divertir”.

Se algum dia sonhou em provar a “verdadeira salsicha neerlandesa”, abriu O Holandês em Cantanhede, no final de janeiro. O spot serve vários petiscos tradicionais, das batatas fritas às salsichas. Além disso, tem ainda um espaço dedicado apenas à venda de produtos, como um mini mercado. Por isso, seja para consumir ou experimentar em casa, há muito por onde escolher. Todas as propostas do menu são verdadeiramente tradicionais, com exceção da bebida.

Carregue nas imagens acima para descobrir os espaços que abriram nos últimos meses no distrito de Coimbra.

 
Nos novos spots do distrito há petiscos, vinho e a “verdadeira salsicha neerlandesa”

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA