comida

Diga adeus à dieta. Este fim de semana começa o festival da chanfana

O evento decorre em Miranda do Corvo de 19 a 28 de abril. Além de homenagear o prato, celebra os 50 anos da Revolução.
Para os amantes de comida tradicional.

Nos próximos dias, só se vai ouvir falar em chanfana no distrito de Coimbra. Desta vez, o festival vai decorrer em Miranda do Corvo, de 19 a 28 de abril. Além da vertente culinária, o evento celebra os 50 anos da Revolução dos Cravos. É uma semana dedicada apenas às iguarias tradicionais da região, como o uso das carnes de cabra na alimentação, negalhos, sopa de casamento e chanfana, claro.

A receita já é bastante antiga e, por isso, é difícil ter uma única certeza quanto à sua origem. A primeira teoria remete para a terceira invasão francesa, onde as freiras tiveram o papel fundamental de criar uma fórmula gastronómica, que evitasse que os soldados roubassem as cabras da região. A segunda defende que este prato foi criado durante a invasão francesa. Nesta versão, a água teria sido envenenada para matar os soldados. No entanto, como era preciso cozinhar a carne habitual, surgiu a necessidade desta ter sido substituída por vinho.

A Semana Sabores da Chanfana começa este sábado, pelas 18h30, no Mosteiro Santa Maria de Semide, local onde as antigas monjas confecionavam o prato. Quanto ao programa, no sábado, pelas 15h30, há um concerto do pianista Jó Dutra, que apresenta o disco “Temas e Devaneios”, na Casa Amarela. Já pelas 21h30, chega ao Pavilhão Municipal de Miranda do Corvo o festival da canção diocesana. No dia 24, pelas 21h30, Luís Osório apresenta o espetáculo “Ficheiros secretos”, na Casa das Artes.

Já no dia 25 de abril, realiza-se uma cerimónia relativa à comemoração, pelas 10h15, nos Paços do Concelho. Logo a seguir, pode contar com a atuação da Banda Filarmónica do Grupo Recreativo Mirandense, pelas 11h30, na Praça José Falcão. Nos dias 27 e 28 de abril, acontece o Encontro de Coros e a Mostra de Doçaria Conventual e Regional, no Mosteiro de Semide.

Para os curiosos, está aqui a receita da famosa chanfana.

Do que precisa

— 2,5 quilos de carne de cabra velha

— 1 cabeça de alho inteira

— 1 folha de louro

— 1 colher de sobremesa de colorau

— 1 colher de banha de porco ou azeite

— Sal q.b.

— Piripiri

— Vinho tinto

Como se faz

Coloque num caçoilo de barro preto a carne de cabra velha, devidamente partida, em pedaços com aproximadamente cinco centímetros, dependendo da peça do animal. Adicione os restantes ingredientes e regue com vinho tinto de boa qualidade no final.

Os caçoilos, inicialmente tapados com testo de barro ou folha de couve, são agora habitualmente cobertos com folha de papel de alumínio. Coloque no forno de lenha bem quente, com a preciosa ajuda da pá do forno, durante cerca de duas a três horas, até apurar muito bem. O habitual acompanhamento deste prato são as batatas e grelos de nabo cozidos.

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA