Powered by CIM|RC

comida

Boteko: o restaurante de comida tradicional (com petiscos para todos)

Está no pódio dos melhores espaços de grelhados de Coimbra, segundo o The Fork. Agora, vai renovar a carta.
É este o espaço que lhe espera.

Quem conhece o Boteko, sabe certamente que ninguém pode sair de lá sem provar a especialidade da casa. Apesar de o restaurante ficar no centro de Coimbra, a Posta de Alcatra à mirandesa é, sem dúvida, o prato mais popular do menu — e provoca verdadeiras peregrinações com origem noutros pontos do País.

Da forma mais resumida possível, podemos dizer que se trata de uma receita que nasceu em Trás-os-Montes, feita com carne de vitela cortada grelhada na brasa, temperada apenas com sal grosso. No Boteko, o prato continua a ser preparado com o método tradicional, “acompanhado com migas e batata a murro, além de levar um molho de azeite para finalizar”, contam os responsáveis à New in Coimbra.

Por este e outros motivos, o Boteko é o terceiro restaurante da região mais classificado na categoria de grelhados da aplicação The Fork. “O segredo está na satisfação dos clientes e fazê-los sentir-se em casa”, explica Ricardo Oliveira, de 44 anos, um dos proprietários da casa.

As dezenas de comentários nesta página da app nacional não mentem. A cozinha é referida como um dos “tesouros escondidos” da cidade, onde certamente pode encontrar “comida de qualidade e um serviço impecável”. 

O Boteko abriu portas a 24 de novembro de 2016, resultado do desejo antigo dos irmãos Ricardo e Luis Oliveira, três anos mais novo. Ambos estavam fartos de trabalhar em várias cozinhas, sem grande perspetivas de futuro. E queriam, sobretudo, ter a liberdade para decidir o que lhes apetecia fazer. Por tudo isto decidiram apostar num novo negócio, que tem tido mais sucesso do que alguma vez imaginaram.

Na altura, não tinham grandes planos, sabiam apenas que queriam um conceito “acolhedor, moderno e descontraído”, onde a comida fosse a principal atração. Depois, chegou a parte de escolher o nome.

A história é simples: antes de abrirem o restaurante, os irmãos juntaram-se com alguns amigos a debater a escolha de nomes. Nesse momento, em tom de brincadeira, um deles estava sempre a perguntar: “Então quando abre o boteko?”. No meio dos risos, o nome ficou.

Boteko é uma expressão que os brasileiros utilizam para se referirem a um estabelecimento que serve tapas e petiscos. Apesar do significado, o restaurante foca-se principalmente em refeições mais compostas, com a promessa de “fundir a cozinha tradicional portuguesa com um toque contemporâneo”.

O restaurante está aberto todos os dias abertos para servir o almoço até às 15h. À noite, a cozinha só funciona às sextas-feiras e sábados. “Durante o dia funcionamos com menu do dia e à noite é que atendemos à carta”, explica Ricardo. Este esquema acaba por ser mais fácil de gerir e “evita o desperdício na cozinha”.

Durante o almoço, o menu varia consoante o dia. Por exemplo, nesta terça-feira, dia 5 de dezembro, serviram sopa de grão e robalo escalado por apenas 9€. A sobremesa é o único componente que não faz parte deste preço e acresce 2€ ao total.

Na carta principal pode encontrar diversas especialidades, como a tal posta de alcatra (19€), arroz de línguas de bacalhau (11€) e ainda o bife à Boteko (10,50€). Além disso, existe um belíssimo tradicional bacalhau com presunto e broa (11€) e bacalhau gratinado (11€). 

Carregue na galeria para conhecer melhor o restaurante Boteko, um dos spots obrigatórios da Baixa de Coimbra.

 
 

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Direita, 106 Coimbra
    3000-141 Coimbra
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA