Powered by CIM|RC

comida

Atasca: há um novo restaurante de comida tradicional em Tábua

O principal objetivo do espaço é "elevar os pratos regionais" inspirados na comida feita pelos avós. Tudo isto num ambiente acolhedor.
Abriu portas em novembro.

Apesar de Tábua ser uma pequena vila no distrito de Coimbra — que conta apenas cerca de dois mil habitantes —, foi aqui que o casal Rui e Ana decidiu apostar tudo num novo negócio. Atasca abriu em novembro deste ano.

Rui Guinapo, de 39 anos, a mulher Ana Lúcia, um ano mais velha, tornaram-se empreendedores há cerca de uma década, quando lançaram a empresa Gerações Portuguesas, focada em distribuição alimentar. Por isso, um projeto nesta área, surgiu da forma mais natural possível. Até porque o casal espera fornecer o Atasca “com produtos próprios”.

Este é um espaço “acolhedor e rústico”, para representar uma “tasca tradicional à portuguesa com um toque sofisticado”, conta Rui a New in Coimbra. Naquele mesmo local existia A Taberna da Vila, mas a ideia de criarem a típica tasca já estava enraizada nas suas cabeças, por isso o nome tinha de ser bem escolhido. Acabou por ficar Atasca, que é “simples, desliza na língua e é fácil de lembrar”.

A decoração está agora um pouco mais ligeira, com toalhas a combinar com o tom nas paredes (ambas vermelhas) e com capacidade de levar até 40 pessoas. Tudo isto, que torna o espaço cada vez mais semelhante às antigas tascas portuguesas. “É este espírito bairrista, que Tábua adora e não existia”, acrescenta.

“Na região não existe nada desse género e as pessoas sentiam falta de algo nostálgico e menos minimalista”, explica o empresário. “O objetivo é elevar os pratos regionais e explorar o mercado da saudade, quase indo buscar inspiração aos avós”.

Apesar de ser um projeto recente, Rui já está a pensar nos próximos planos. “Em janeiro queremos avançar com as noites de Fado e música ao vivo. Será reservado para dias e eventos especiais, onde o objetivo é reservar a sala completa e disponibilizar uma ementa diferente. No fundo, criar um ambiente mais intimista”.

Para conseguirem alcançar o pretendido, ambos acreditam que o segredo está na simplicidade, “com lanternas antigas e arte nas paredes”. E o menu reflete isso mesmo. Por aqui vai poder encontrar pratos principais e uma variedade de petiscos da região de Coimbra.

Todos os dias, os clientes podem conhecer o menu do dia através da página do restaurante no Facebook. Existem sempre duas opções, de carne e peixe. Por exemplo, esta quinta-feira, dia 7 de dezembro, foram servidas Filetes de Pescadas acompanhado com arroz de feijão e Feijoada à Brasileira. Os menus têm o valor fixo de 10€, com sobremesa e café incluído.

No entanto, a principal atração do restaurante são mesmo os petiscos. A ementa é composta por moelas (4€), ossos da suã (4€), camarão rebuçado doce (6,50€), pica-pau (5€), chouriço assado (5€) e a tábua de queijos, presunto e enchidos (7,50€).

Na parte dos pratos principais, pode escolher entre o bacalhau à lagareiro (13,50€), bacalhau Atasca (14,90€), filetes de pescada com puré de ervilha (9,50€). Nas carnes pode encontrar picanha grelhada com fruta (16€), bife de novilho com camarão e ananás (14,50€) e ainda, bitoque de vitela, porco ou frango (9,50€).

No final, nas sobremesas, os donos sugerem a tarte de maçã aquecida com molho de caramelo (3,50€), petit gateaux com bola de gelado (3,90€) ou a mousse de chocolate (3,50€).

Carregue na galeria para conhecer melhor o espaço e alguns dos pratos que pode lá encontrar.

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Eng. Barata Portugal 36
    3420-328
  • HORÁRIO
  • quinta-feira a domingo das 9 às 23 horas
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

MAIS HISTÓRIAS DE COIMBRA

AGENDA